العاب العاب بنات تحميل التطبيقات المجانية


Todas as Categorias


Páginas

Quando uma empresa precisa da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes? Leia este artigo e descubra.

Há alguns anos o número de acidentes de trabalho eram grandes dentro das empresas, por esse motivo foram criados mecanismos internos para a diminuição desse número. A conscientização é o principal meio para que isso ocorra e é direcionado aos profissionais algumas informações, além dos requisitos básicos de segurança.

Existem os responsáveis por fiscalizar essas atividades e exigências de proteção à saúde e integridade dos colaboradores, eles integram a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Quando uma empresa conta com mais de 20 colaboradores é obrigatório que tenha uma CIPA atuante, segundo a norma NR5.

Independente da organização, a Comissão deve contar com representantes do empregador e dos funcionários. Os responsáveis pela CIPA são escolhidos por eleições devidamente convocada por edital que deve ser encaminhado e estar visível em quadros de avisos para todos os colaboradores, por no mínimo, 15 dias.

Todo o processo é burocrático, como qualquer eleição. O voto é secreto e todos os funcionários podem votar. Todo o procedimento deve ser levado ao conhecimento do Ministério do Trabalho, por meio de cópias das atas de eleição e posse.

A comissão eleita tem um mandato com duração de um ano e os funcionários que fazem parte da CIPA não podem ser demitidos sem justa causa. Mas caso o colaborador queira deixar a empresa, basta fazer um comunicado ao Ministério do Trabalho e indicar seu substituto aos responsáveis.

Importância da CIPA

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes tem como objetivo conscientizar e informar os colaboradores sobre todos as diretrizes da segurança no trabalho. Principalmente ao que se refere às normas, como fazer uso dos equipamentos de proteção, tudo o que diz respeito a esse assunto.

A norma NR5 deixa claro que a CIPA deve trabalhar com comprometimento para que não haja acidentes ou doenças ocupacionais. Todo o processo deve ser feito baseado no bem estar dos profissionais alocados em todos os departamentos do empreendimento.


 




Sobre o Autor

jacqueline gonçalo

Jacqueline Gonçalo, Jornalista 


Comentarios


Seja o primeiro a comentar:

Sua Resposta



Mais Vistos - Todas as Categorias